O que é lobby?


Lobby é uma expressão usada para se referir a um grupo de pessoas que se reúne para influenciar em decisões e defender interesses em comum.

Geralmente o lobby acontece no setor público como uma forma de fazer pressão e de tentar influenciar nas decisões do governo que podem afetar os interesses dos cidadãos ou de empresários.

Qual a origem da expressão?

Na origem a expressão lobby tem pouco a ver com o significado que é mais comum hoje em dia. O lobby nada mais é do que a união de um grupo de pessoas com um interesse em comum.

O grupo de lobistas é formado para convencer alguém que tem poder de decisão sobre um assunto do seu interesse. De uma maneira simples se pode dizer que o lobby é a união de esforços para a defesa de interesses em comum. Esses interesses podem ser sociais ou financeiros e podem também ser uma necessidade da sociedade ou de um grupo ou empresa. 

A definição deixa claro que "fazer lobby" não é necessariamente uma atitude ligada a interesses negativos ou ilegais.

Então nem sempre o lobby é uma atitude negativa?

Não. O lobby pode acontecer em muitas situações e o caráter positivo ou negativo disso vai depender da intenção do grupo formado.

Para entender melhor, veja esses exemplos:

  • um grupo de pessoas que se reúne para discutir e fazer pressão política para conseguir alguma mudança legislativa ou um direito social faz um lobby positivo,
  • trabalhadores podem se reunir para tentar convencer políticos que se uma determinada lei for aprovada ela pode trazer prejuízos aos seus direitos,
  • empresas de um mesmo setor de mercado podem se reunir para pressionar o governo para que não tome uma medida que vá causar um prejuízo ao seu negócio.

O lado ruim do lobby

Mas é verdade que quase sempre as notícias sobre lobby têm um caráter mais negativo porque, muitas vezes, estão envolvidos grupos formados por políticos que querem proteger interesses pessoais ou que se envolvem em casos de corrupção.

E isso é o contrário do que seria esperado, ou seja, que os políticos eleitos usem seu poder de influência para garantir que sejam tomadas decisões que levem benefícios para a população.

Mas, apesar de ser uma notícia comum, é importante saber que o lobby (como defesa de um interesse) não significa envolvimento com corrupção, interesses ilegais, troca de favores políticos ou pagamento de propina.

O que é lobby político?

O lobby político, que é a maneira como esse comportamento é mais conhecido, acontece quando grupos políticos influenciam em decisões políticas, como a aprovação de um projeto de lei ou de um orçamento. 

O problema no lobby na política começa a acontecer quando são usadas trocas de favores ou outras atividades ilegais. Essa é a razão para que a maioria das pessoas entenda o lobby como uma atitude ruim, ligada à troca de favores, casos de corrupção, desvio de dinheiro público e outros crimes.

Na política é comum que os lobistas usem seu poder político para influenciar decisões do poder público com o objetivo de ter interesses ou benefícios pessoais atingidos.

Lobby direto e lobby indireto

O lobby é chamado de direto quando algum lobista atua diretamente para conseguir a influência que deseja. Por exemplo: se o lobista quer conseguir que uma determinada decisão política seja tomada, ele pode tentar fazer contato direto com os políticos que são responsáveis por tomar a decisão.

O lobby é chamado de indireto quando a influência não acontece diretamente pela ação do lobista. Nesse caso o lobby pode acontecer através da manifestação da vontade de movimentos sociais, partidos políticos ou de outras organizações.

Lobista é uma profissão?

Desde fevereiro de 2018 a atividade de lobista é reconhecida como uma profissão no Brasil. A profissão agora faz parte da lista da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) do Ministério do Trabalho.

Quem faz lobby profissionalmente está classificado como um profissional de Relações Governamentais e Institucionais, ligado à área de Relações Públicas ou de Ciências Políticas. Pode trabalhar tanto em áreas governamentais como em empresas privadas.

De acordo com a descrição das atividades da profissão o lobista pode criar projetos de políticas públicas e de estratégias do governo, além de ser um auxiliar de tomada de decisões.

Além dessas atividades o lobista também pode:

  • trabalhar para a defesa dos interesses de quem ele representa,
  • acompanhar, avaliar e propor melhoras nas ações dos governos,
  • analisar quais são os riscos da criação ou da aprovação de uma lei,
  • criar estratégias de relacionamento entre os diferentes governos.

Veja também

Página publicada em 14 de Março de 2018 e última atualização em 9 de Maio de 2018 às 20:05.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.