O que é Comunismo?


Tié Lenzi
Tié Lenzi
Licenciada em Direito

Comunismo é uma doutrina com aspectos políticos, sociais e econômicos fundada na ideia de extinção das desigualdades sociais para que a sociedade seja mais justa.

Para isso, prevê a necessidade de várias mudanças na forma como a sociedade é estruturada, como a ideia de que deve ser estabelecida sem a existência de diferentes classes sociais.

Também rejeita a ideia de acumulação de riquezas – defendida pelo capitalismo. Por isso, é considerada uma ideologia oposta ao sistema capitalista.

Quem criou o comunismo?

O surgimento das ideias comunistas é atribuído a Karl Marx e Friedrich Engels. As primeiras impressões sobre a ideologia teriam surgido de seus estudos críticos sobre o capitalismo, ainda no século XIX.

Mas, as ideias fortalecidas por Marx e Engels foram baseadas em teorias mais antigas, especialmente nas ideias de Platão. Ele descreveu o modelo social que considerava ideal: sem classes sociais e sem propriedade privada.

Acreditava que a abolição desses conceitos seria o melhor caminho para que o interesse dos cidadãos fosse mais importante nas decisões, encerrado assim os conflitos entre as necessidades do povo e os interesses do Estado. Ainda hoje estes conceitos são bem representativos do ideal comunista.

Marx e Engels tornam-se os principais nomes ligados ao comunismo, provavelmente por terem organizado, aprofundado e publicado as ideias sobre essa forma de organização social no Manifesto Comunista.

O Manifesto Comunista

A primeira publicação organizada dos ideais do comunismo acontece no Manifesto Comunista, elaborado no ano de 1848.

Marx Engels
Estátua de Karl Marx e Friedrich Engels - Berlim/Alemanha.

No documento, defendem a necessidade da união dos trabalhadores com os princípios defendidos pelo comunismo, com base em suas impressões sobre a luta de classes - travada entre a classe operária e a burguesia

Marx e Engels desejavam uma revolução comunista, a partir da união e da tomada de poder pelos trabalhadores. De acordo com eles, seria esse movimento revolucionário o responsável pelo desaparecimento do governo, das classes sociais e da propriedade privada como base da economia.

No Manifesto eles apresentam sua opinião sobre as maiores diferenças entre a burguesia e o proletariado, além da relação entre esse último grupo e os partidos que existiam na época.

Também são feitas críticas ao sistema capitalista e às suas consequências, como a geração de desigualdades sociais. Ao final, Marx e Engels apresentam o socialismo e o comunismo, como forma de garantia de uma sociedade mais justa e igualitária.

Características do comunismo

As características dessa doutrina são determinadas por seus ideais. Veja quais são as mais importantes para compreender melhor como funciona o comunismo.

Defesa do fim do capitalismo por creditar a este sistema o surgimento e o crescimento de desigualdades sociais.

  • Existência de propriedades coletivas: os meios de produção deveriam pertencer a todos os cidadãos.
  • Divisão da riqueza calculada com base nas necessidades de cada pessoa.
  • Extinção da propriedade privada.
  • Cada cidadão trabalha e contribui para a sociedade de acordo com as suas habilidades.
  • Fim da divisão da sociedade em classes para garantia de igualdade entre todas as pessoas.
  • Defesa de um Estado sem governo que levaria ao fim das opressões geradas pelo poder estatal.

O comunismo no Brasil

No Brasil, o comunismo ganhou força no século XX. Foi especialmente motivado pela chegada de ideais revolucionários ao Brasil, com influências europeias. As ideias do movimento anarquista também influenciaram na chegada do comunismo no país.

A greve geral de trabalhadores - que ocorre em 1917 - é uma marca importante nesse momento histórico. A mobilização, que ocorreu em julho desse ano, na cidade de São Paulo, foi preparada por organizações de base anarquista, mas envolveu outras diversas organizações e ficou conhecida por ser a primeira greve geral ocorrida no país.

Entre as reivindicações do movimento, estavam: abolição do trabalho de menores de 14 anos e do trabalho noturno das mulheres, aumento salarial, garantia de jornada de trabalho de 8 horas diárias e pagamento de horas extras para trabalhos realizados em horário fora da jornada.

Alguns anos mais tarde, em março de 1922, é fundado o PCB, primeiro partido comunista do país. O partido trazia em sua origem o ideal da revolução do proletariado, assim como no comunismo vindo da Europa.

A Revolta Comunista de 35 - também conhecida como Levante Comunista - é outro acontecimento importante nos primeiros anos do comunismo no país.

A Revolta, encabeçada por Luís Carlos Prestes, foi uma tentativa de golpe contra o governo do então presidente Getúlio Vargas. O Levante ocorreu por meio da ANL (Aliança Nacional Libertadora), organização criada por Prestes.

Países comunistas

Há alguns países, como a China, que são classificados como comunistas ou que estão sob um regime de governo comunista. Além da China, Coreia do Norte, Vietnã e Cuba também integram essa lista.

É importante saber que esses países, embora tenham seus governos baseados em princípios do comunismo, não podem ser considerados inteiramente comunistas.

Isso acontece porque todos fazem parte de um mundo em que o capitalismo é o sistema dominante nas relações econômicas, e em diferentes proporções, podem estar adaptados à convivência com o capitalismo.

Outros países tentaram implantar a ideologia comunista em seus territórios, como foi o caso da antiga União Soviética (URSS). Entretanto, o país não chegou a abolir as classes sociais e por isso também não chegou a ser integralmente comunista.

Partidos comunistas

Entre os partidos comunistas que já existiram e os que ainda existem, os principais são:

No Brasil

  • Partido Comunista do Brasil (PCdoB)
  • Partido Comunista Brasileiro (PCB)

No mundo

  • Partido Comunista da União Soviética
  • Partido Comunista da China
  • Partido dos Trabalhadores da Coreia
  • Partido Comunista de Cuba
  • Partido Comunista do Vietnã
  • Partido Comunista da Venezuela
  • Partido Comunista Português
  • Partido Comunista do Uruguai

Veja também

Tié Lenzi
Tié Lenzi
Formada em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande (2009) e mestranda em Ciências Jurídico-Políticas na Universidade do Porto, Portugal.
Página publicada em 26 de Agosto de 2019 e última atualização em 26 de Agosto de 2019 às 10:08.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.