O que é tirania?


Tirania é uma forma autoritária de governo em que não costuma existir democracia. São características da tirania: abuso de poder, opressão do povo, crueldade, dominação através de violência e ameaça a quem se opõe ao governo.

Para se manter no poder é comum que os governantes tiranos tornem os regimes cada vez mais cruéis e opressores. Outra característica da tirania é a violação ou o descumprimento de leis que já existem.

O governante na tirania é chamado de tirano porque costuma ser uma pessoa que governa sem senso de justiça e sem respeito às liberdades e direitos individuais e coletivos.

Tirania na história

O conceito de tirania vem da Grécia Antiga e de governos não legítimos que aconteceram nesse período. Era comum que um  governo tirano fosse estabelecido através de um golpe de Estado ou como consequência de uma revolução. 

Iságoras é um exemplo de governador tirano da Grécia Antiga. Suas medidas tirânicas provocaram uma violenta reação do povo de Atenas e, para tentar se manter no poder, Iságoras convocou a ajuda do exército de Esparta.

Aristóteles definiu a tirania como uma forma impura e corrompida da monarquia. Isso porque na tirania o governo é mais focado nos interesses dos governantes do que nas necessidades do povo, mesmo que a vontade do governante seja contrária à lei ou aos interesses da nação.

Mas os governos tiranos não existiram apenas na Grécia. A história mundial têm muitos registros de governos considerados tiranos, como Ivan IV (Rússia), Leopoldo II (Bélgica), Stalin (União Soviética), Hitler (Alemanha) e Saddam Hussein (Iraque).

Tirania moderna

Atualmente tirania tem o significado de um governo anti-democrático, que pode ser comparado a governos ditadores ou absolutistas. Hoje em dia um governante tirano é aquele que não se preocupa com as necessidades e o bem estar dos cidadãos que vivem no país governado por ele.

Uma característica da tirania moderna é um governo que se aproveita do poder e do Estado em benefício dos próprios interesses. Também são atitudes tiranas: exercer um grande controle sobre o que é publicado na imprensa, sobre a liberdade de expressão e a livre circulação de informações.

Há países que ainda hoje vivem sob governos que são considerados como tiranos (ou ditadores), mesmo que os regimes oficiais do país não sejam chamados assim. São alguns exemplos: Coreia do Norte, China, Arábia Saudita, Coreia do Sul e Irã.

Veja também

Página publicada em 10 de Novembro de 2017 e última atualização em 10 de Novembro de 2017 às 13:11.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.