Quem não fez biometria pode votar?


Depende. O eleitor que mora em uma cidade onde a biometria é obrigatória e não fizer o recadastramento corre o risco de ter o seu título cancelado e não conseguir votar nas próximas eleições.

Caso a realização da biometria ainda não esteja finalizada no seu estado, é possível votar sem ter feito o recadastramento. Mas é importante que você agende a biometria no cartório eleitoral da sua residência o mais rápido possível, para garantir que esteja em dia com a Justiça Eleitoral.

Como o recadastramento está sendo implantado aos poucos, é preciso verificar a situação do seu local de voto. Se você ainda não fez ou não sabe se precisa fazer a biometria, deve entrar em contato com cartório eleitoral da zona onde vota.

Como saber se preciso fazer o recadastramento biométrico

Para saber se você deve fazer a biometria, vá até o seu cartório eleitoral ou consulte o Tribunal Eleitoral da sua região no site do TSE.

Para acessar as informações da biometria no local onde você mora, acesse o recadastramento biométrico no site do TSE e escolha o seu estado. Caso o link do seu estado não envie diretamente para a página do recadastramento biométrico, siga os seguintes passos:

  1. No menu superior, acesse "eleitor";
  2. Procure a opção biometria/agendamento biometria/recadastramento biométrico.

Você também pode consultar o endereço da sua zona eleitoral aqui.

Para agilizar os atendimentos, alguns estados fazem o pré-atendimento eleitoral pela internet e os prazos para fazer o agendamento e a biometria são decididos em cada cidade. Por isso, é muito importante que você consulte a sua zona eleitoral para saber se precisa fazer o recadastramento biométrico.

Como fazer o recadastramento

Para fazer a biometria, vá até o cartório eleitoral onde está inscrito e leve os seguintes documentos:

  • Documento de identificação original: carteira de identidade (RG), certidão de nascimento, certidão de casamento (quando casado), carteira de trabalho, ou carteiras expedidas por órgãos estabelecidos por de leis federais (OAB, CRM, CREA etc);
  • Comprovante de residência no nome do eleitor, original e recente;
  • Comprovante de quitação do serviço militar (apenas para os maiores de 18 anos do sexo masculino).

Veja também

Página publicada em 13 de Setembro de 2017 e última atualização em 13 de Setembro de 2017 às 14:09.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.