Conservadorismo: conheça esta ideologia política


Tié Lenzi
Tié Lenzi
Licenciada em Direito

O conservadorismo é uma corrente de pensamento político que defende a valorização e conservação de instituições sociais, conceitos e princípios morais que já estão determinados em uma sociedade.

Em resumo as ideias do pensamento conservador são baseadas em valores relacionados à família tradicional, a princípios morais já definidos, à religião e à conservação de uma determinada ordem social. O conservadorismo deseja garantir a preservação de instituições e formações sociais e familiares tradicionais.

O que o conservadorismo defende?

As ideias do conservadorismo são baseadas em conceitos tradicionais enraizados em uma sociedade, sendo muitas vezes influenciadas por princípios cristãos.

De acordo com o lugar as ideias conservadoras podem variar, ou seja, são ideias que podem ser diferentes de um lugar para outro, mas que estarão sempre de acordo com as regras tradicionais da sociedade em questão. Dessa forma, o conservadorismo pode ter algumas diferenças ideológicas de acordo com o país.

As ideias conservadoras também podem se modificar conforme o período histórico, ou seja, uma ideia que já foi conservadora em uma época pode não ser mais considerada conservadora atualmente.

Principais ideias defendidas do conservadorismo

No Brasil, por exemplo, estas são algumas das ideias que podem resumir o pensamento político conservador:

  • maior liberdade em relações às questões e decisões políticas,
  • preservação de instituições políticas com modos de funcionamento tradicionais,
  • preservação da ordem moral já existente,
  • mais liberdade de mercado,
  • liberdade econômica,
  • redução de impostos,
  • defesa do direito à propriedade privada,
  • limitação da interferência do Estado na regulamentação do funcionamento do mercado,
  • valores nacionalistas,
  • limitação ou redução de gastos governamentais em programas ou políticas públicas sociais e assistencialistas,
  • continuação de costumes e hábitos tradicionais.

Apesar das variações, o conservadorismo pode ser definido como a defesa da manutenção da ordem social que já está tradicionalmente estabelecida na sociedade. Mas é importante saber que o termo conservadorismo se modificou ao longo da história.

Atualmente ele se refere a este conjunto de ideias que defende a manutenção da ordem social predominante. Entretanto, quando surgiu, a expressão era uma indicação de certos grupos ou pessoas que desejavam a continuidade de um determinado grupo político no poder. É o que se chama de conservadorismo político.

Conservadorismo liberal

O conservadorismo liberal pode ser definido como as ideias básicas do pensamento conservador com algumas influências do pensamento liberal, principalmente em questões relacionadas às políticas econômicas.

Por serem liberais, e atuarem em defesa de mais liberdade individual nas decisões, em regra os apoiadores desta vertente do conservadorismo defendem que o Estado tenha pouca influência sobre a regulação de aspectos econômicos da sociedade.

Conservadorismo libertário

O conservadorismo libertário possui princípios bem semelhantes ao conservadorismo liberal. Pode-se dizer que a maior diferença entre eles seria a inflexibilidade em relação a alguns conceitos, principalmente os que são ligados ao poder do Estado.

Os libertários são mais inflexíveis quanto a esta questão, pois, de certa forma, negam a influência do Estado na regulação da sociedade. Essa posição existe em razão da ideologia libertária, que defende a ampla autonomia dos indivíduos na sociedade.

Neoconservadorismo

Já a ideologia chamada de neoconservadorismo possui bastante diferenças das demais. A principal pauta neoconservadora é ligada aos interesses de um país sobre outros países, com o objetivo de influenciar e avançar nas relações de poder.

Para atingir estes objetivos os neoconservadores defendem intervenções políticas em outros países. Da mesma forma, os defensores do neoconservadorismo também apoiam as intervenções militares como forma de expansão de poder políticos perante outros Estados.

Conservadorismo Socialista

O conservadorismo socialista pode ser chamado de outra vertente do pensamento conservador, pois agrega ideias que pertencem a ambas ideologias.

No conservadorismo socialista existe a defesa dos ideais clássicos do conservadorismo. Mas, ao mesmo tempo, também há o reconhecimento da importância de alguns conceitos do socialismo, principalmente a valorização do interesse coletivo ao invés dos interesses individuais, como é defendido pelo liberalismo.

Crítica ao pensamento político conservador

Como acontece com todas as linhas de pensamento político, o conservadorismo também recebe críticas às suas ideias.

As críticas principais estão relacionadas com o conjunto de princípios sociais e morais que são defendidos por boa parte dos conservadores. A crítica se refere principalmente à ideia de que toda a sociedade deve ter suas ações baseadas nos mesmos valores, uniformizando as condutas sociais até mesmo na esfera da vida privada.

Ideias ligadas ao liberalismo econômico também são bastante criticadas pois limitam a regulamentação feita pelo Estado.

Outra crítica comum ao pensamento conservador se refere à excessiva valorização de ideais nacionalistas e tradicionalistas, que seriam responsáveis, segundo os críticos, por dificultar alterações sociais necessárias.

Conservadorismo: direita ou esquerda?

Especificamente em relação às ideologias políticas pode-se dizer que o conservadorismo é um posicionamento político de direita.

Para poder comparar as diferenças, veja agora algumas das pautas defendidas pela ideologia política esquerda:

  • aumento do controle social pelo Estado para garantir mais igualdade e bem-estar social,
  • menos liberdade nas políticas econômicas, sendo do Estado a responsabilidade pela regulamentação de normas de economia e de tributação,
  • aumento dos investimentos governamentais em programas sociais e políticas públicas de assistência,
  • taxas de impostos mais elevadas e proporcional à riqueza.

Quando surgiu o conservadorismo?

As primeiras ideias que deram origem ao pensamento político conservador são consequências de duas grandes revoluções europeias: a Revolução Inglesa (1642-1649) e a Revolução Francesa (1789-1789).

Pode-se dizer que o surgimento do conservadorismo aconteceu como uma reação aos ideais que motivadores destas revoluções, como uma resposta negativa ou desacordo com os desejos revolucionários de mudança destes movimentos.

O político e filósofo Edmund Burke (1729-1797), que viveu na época da Revolução Francesa, é considerado por muitos uma das maiores influências do pensamento conservador.

Dentre outras ideias, ele defendia principalmente a existência de políticas de caráter conservador e ideias de liberdade de mercado, pontos que até hoje são fortes demandas sustentadas pelo conservadorismo.

Burke defendia também que, se os ideais revolucionários e a flexibilização dos valores tradicionais ganhassem espaço na sociedade, eles teriam poder suficiente para acabar com a estrutura social existente.

Veja também

Tié Lenzi
Tié Lenzi
Formada em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande (2009) e mestranda em Ciências Jurídico-Políticas na Universidade do Porto, Portugal.
Página publicada em 11 de Dezembro de 2018 e última atualização em 11 de Dezembro de 2018 às 18:12.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.