Direita e Esquerda: conheça mais sobre as ideologias


Tié Lenzi
Tié Lenzi
Licenciada em Direito

Direita e esquerda são conceitos que se referem a posicionamentos ideológicos ligados a ideias políticas, econômicas e sociais.

Estas ideologias, conforme os princípios que as formam, demonstram quais são os posicionamentos adotados por uma pessoa ou um grupo a respeito desses aspectos.

O que significam as ideologias de direita e de esquerda?

Para saber o que significam estes dois pensamentos, é preciso saber o significado de ideologia. Uma ideologia pode ser definida como a reunião de princípios e ideias sobre diversos assuntos.

Essas ideias acabam por ser a expressão de uma determinada visão de como a sociedade, a política e a economia devem ser organizadas.

Entre os posicionamentos, as diferenças principais se referem:

  • ao modo de funcionamento da economia do país,
  • ao poder de regulamentação do Estado (limitação do poder estatal),
  • direitos que são concedidos e garantidos aos cidadãos pelo Estado,
  • investimentos governamentais feitos em políticas públicas.

Características de direita e de esquerda

Conheça algumas ideias que caracterizam esses dois posicionamentos:

Direita

A ideologia de direita pode ser caracterizada por ser mais conservadora, opondo-se, na maioria das vezes, às ideias consideradas progressistas. De forma geral, prefere a manutenção de princípios sociais tradicionais, pretendendo menos alterações na ordem social que já existe.

Em relação ao poder estatal, a direita costuma defender que o poder de controle e regulamentação do Estado seja limitado.

Além disso, normalmente as políticas aplicadas pelos governos dão prioridade aos direitos individuais em relação aos direitos coletivos.

Já em relação à economia, a direita entende que a autorregulamentação e a liberdade de mercado é a melhor maneira de atingir o progresso econômico. Assim, a direita orienta-se bastante pelos princípios do liberalismo econômico.

Esquerda

A ideologia de esquerda, ao contrário, costuma defender mais poder de regulamentação estatal. Também prioriza a adoção de políticas públicas que permitam mais igualdade de oportunidades e condições a todos os cidadãos.

Assim, na maior parte dos governos de esquerda, as políticas aplicadas levam em consideração o interesse coletivo como prioridade em relação aos interesses individuais.

A esquerda também costuma defender mais regulamentação das políticas econômicas por parte do Estado, como uma forma de garantir que a liberdade das decisões econômicas seja limitada. Essa medida pode ser usada para garantir que interesses econômicos não se sobreponham a interesses sociais.

Qual a origem das expressões direita e esquerda na política?

O uso dessas expressões, como a representação de um pensamento político e ideológico, tem origem no período da Revolução Francesa, ocorrida entre 1789 e 1799.

Durante a realização de uma assembleia que daria origem à nova Constituição Francesa, ocorreu uma divisão entre as pessoas presentes: quem apoiava a ideia de uma revolução e quem se colocava ao lado dos interesses do rei.

Na ocasião, as pessoas que apoiavam um ideal revolucionário ficaram posicionadas ao lado esquerdo da assembleia. Já quem tinha um posicionamento contrário, ficou à direita.

Desde esse momento, as ideias relacionadas a interesses dos cidadãos e dos trabalhadores, ficaram associadas à esquerda. Já as ideias ligadas aos princípios mais conservadores, que representavam a elite da época, foram associadas à direita.

Com o passar do tempo essa divisão foi se tornando mais concreta e objetiva, passando a ser mais claramente associada aos posicionamentos políticos.

Para saber mais sobre o assunto, leia também o artigo: O que significa ser de direita, esquerda, liberal e conservador?

Principais diferenças entre direita e esquerda

É importante saber que as ideologias podem variar de acordo com os países ou mesmo conforme os partidos que as adotam. Mas, há alguns posicionamentos que são encontrados em quase todos os governos baseados nessas ideologias.

Para entender melhor, veja algumas das principais diferenças entre direita e esquerda:

Direita Esquerda
Poder do Estado Defende um Estado com poderes limitados de regulamentação. Entende que o Estado deve ter maior poder de regulamentação na sociedade.
Políticas econômicas Menos regulamentação sobre questões econômicas, mais liberdade na economia e redução de carga tributária. Maior controle do Estado sobre o funcionamento da economia, impostos cobrados proporcionalmente à riqueza.
Investimento em políticas sociais Controle e redução de gastos aplicados nas políticas públicas, diminuição de programas sociais. Implementação de programas sociais e assistenciais para proporcionar mais igualdade de oportunidades aos cidadãos.
Saúde Defende a limitação de gastos públicos, apoia a existência de planos privados de saúde. Defende que o fornecimento de serviços de saúde é uma obrigação do Estado.

Direita e esquerda atualmente

Com o passar do tempo e com a evolução no cenário político e social mundial, foram surgindo diversos pensamentos que foram originados a partir das ideologias de direita e de esquerda.

Esses posicionamentos são derivados dos princípios dessas ideologias, mas com algumas diferenças. Atualmente, esses novos tipos são classificados de acordo com as ideias centrais e conforme sejam mais extremos ou mais amenos.

Assim, hoje em dia é possível encontrar algumas variantes de divisões políticas e ideológicas, mas a classificação não é fixa e pode variar conforme alguns entendimentos. Além disso, alguns partidos podem ser ao mesmo tempo classificados em mais de uma posição, conforme os posicionamentos adotados em cada tema.

Veja alguns exemplos de classificação em relação a alguns partidos brasileiros da atualidade:

  • Extrema-esquerda: PCdoB e PSTU
  • Esquerda: PT e PSOL
  • Centro-esquerda: PV e PDT
  • Centro: MDB e PTB
  • Centro-direita: DEM e PR
  • Direita: PP e NOVO
  • Extrema-direita: PRTB e PATRI

Veja também

Tié Lenzi
Tié Lenzi
Formada em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande (2009) e mestranda em Ciências Jurídico-Políticas na Universidade do Porto, Portugal.
Página publicada em 28 de Maio de 2019 e última atualização em 28 de Maio de 2019 às 18:05.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.