A população parda no Brasil


Pardo é a denominação usada para nomear um dos grupos étnicos que são identificados dentro da população do Brasil. A classificação foi criada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com informações dadas pela gerência do Instituto “o termo pardo remete a uma miscigenação de origem preta ou indígena com qualquer outra cor ou raça. Alguns movimentos negros utilizam preto e pardo para substituir o negro e alguns movimentos indígenas usam indígenas e pardos para pensar a descendência indígena. É uma categoria residual, mas que é a maioria”. Assim, as pessoas pardas são as que possuem esta miscigenação. 

Historicamente o termo pardo começou a ser utilizado no Brasil durante o período colonial e não era representativo de uma etnia, como acontece atualmente.

A expressão era utilizada na representação de uma "hierarquia social" que existia na época. O termo era empregado como referência a uma classe social considerada intermediária, que era socialmente localizada entre os cidadãos brancos (descendentes de europeus) e os escravos negros.

Como reconhecer a etnia parda?

São conhecidas três diferentes formas de identificação da etnia parda: autodeclaração, identificação biológica e heteroclassificação.

Na autodeclaração, também chamada de autoidentificação, é a própria pessoa que se identifica como pertencente à etnia. Esta é a situação utilizada pelo IBGE durante a realização do censo populacional, já que são os próprios entrevistados que determinam à qual etnia pertencem quando são entrevistados. De acordo com o Instituto, o critério fundamental para que as pessoas se declarem como pardas é sua origem.

A identificação biológica acontece através de uma análise genética de DNA que, através dos resultados, determina quais os componentes étnicos-biológicos do indivíduo.

Já a heteroclassificação ou heteroidentificação, ocorre através do reconhecimento por semelhança, quando uma outra pessoa indica em qual grupo étnico o indivíduo se encaixa. De acordo com o IBGE, a heteroidentificação ocorre através da identificação de características fenotípicas, ou seja, de características físicas que são típicas da etnia.

Fenótipo pardo

Pela grande variedade de miscigenação encontrada na população brasileira, não é fácil identificar quais são as principais características fenotípicas dessa etnia.

Assim, há quem defenda que, mais importante do que a determinação de características físicas, é a presença da condição da miscigenação que determina a classificação de um indivíduo como pardo. Isso significa que uma pessoa é parda quando está enquadrada na etnia, em razão das misturas de sua ascendência.

Dados estatísticos

Conforme a orientação do censo do IBGE, são enquadrados na população parda todas as pessoas que se declarem como: mulata, cabocla, cafuza ou mameluca. O Instituto também inclui nessa parcela da população os autodeclarados mestiços de preto com pessoa de outra cor ou etnia.

Os dados mais recentes, do ano de 2016, apontam que 46,7% dos cidadãos brasileiros se declaram como pardos, sendo que o número vem aumentando nos últimos anos. Assim, conclui-se que a população parda corresponde à maior parte da população do país.

Conforme os dados recolhidos na pesquisa, o aumento da população parda é justificado pelo processo de miscigenação, ou seja, o aumento da mistura populacional faz com que o percentual de pessoas pardas se eleve.

População parda nas regiões brasileiras

Também de acordo com os dados publicados em 2016, os maiores percentuais da população parda encontram-se localizados nas regiões norte (72,3%), nordeste (64,7%) e centro-oeste (55,3%) do país.

Outras classificações de etnia

A classificação do IBGE estabelece que, além dos pardos, há outros quatro grupos étnicos compõem a população brasileira. São eles:

  • Negros
  • Brancos
  • Indígenas
  • Amarelos

Veja também

Página publicada em 17 de Abril de 2019 e última atualização em 17 de Abril de 2019 às 12:04.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.