O que é a Teoria das Janelas Quebradas?


A teoria das janelas quebradas é um modelo de política de segurança pública e combate à criminalidade. De acordo com a teoria um ambiente de desordem pode ser o maior responsável pelo aumento dos índices de criminalidade do lugar.

O psicólogo especializado em criminologia George Kelling e o cientista político James Wilson foram os responsáveis pelo surgimento dessa teoria. Os pesquisadores publicaram o resultado de um estudo que afirmou existir uma relação de causa e consequência entre a desordem social e a criminalidade.

Como surgiu a teoria 

O estudo que deu origem à teoria foi feito a partir de uma experiência de observação feita nos Estados Unidos. Dois carros iguais foram deixados estacionados em dois bairros com características bastante diferentes.

Um dos carros foi estacionado em um bairro de periferia e considerado violento. O outro foi deixado em uma área nobre e com baixos índices de criminalidade.

No bairro de periferia o carro foi saqueado e destruído em poucas. Já no segundo bairro, o veículo ficou intocado por uma semana. Depois que uma das janelas do carro foi quebrada, em poucas horas o carro também foi saqueado e furtado.

Conclusão da teoria

A partir da observação dessa experiência os pesquisadores concluíram que um comportamento criminoso pode estar diretamente ligado ao ambiente em que os fatos acontecem. Por exemplo, um pequeno ato criminoso (quebra de uma janela) no bairro nobre levou a outros atos mais graves.

A teoria das janelas quebradas associa os comportamentos sociais à criminologia (ciência que estuda os criminosos, os crimes e suas causas e consequências).

A conclusão dos pesquisadores foi que atos de pequena desordem podem levar a uma desordem maior. Já a desordem maior pode aumentar os índices de criminalidade de um lugar.

Os pesquisadores concluíram que se atos de desordem começam a acontecer e não são tomadas providências para controlá-los ou reprimi-los as consequências podem ser o crescimento da criminalidade e a diminuição da qualidade de vida da população. Outra consequência possível é que os moradores abandonem o local que se tornou violento.

Qual a importância da teoria?

A teoria é considerada importante pois trouxe um novo pensamento para a criminologia. O estudo demonstrou, ao contrário do que se pensava, que a criminalidade pode ser mais influenciada pelo ambiente de desordem do que por outros fatores (como pobreza, pouco estudo ou segregação racial). 

Página publicada em 14 de Novembro de 2017 e última atualização em 14 de Novembro de 2017 às 18:11.
Aviso: Este site não está relacionado a nenhum órgão de governo, autoridade pública, empresa pública ou sociedade econômica mista.